O que você procura
você está no Hospital Rios D'Or
Hosp Assunção
Hosp Badim
Hosp Bangu
Hosp Barra D'Or
Hosp Bartira
Hosp Caxias D'Or
Hosp Copa D'Or
Hosp e Mat Brasil
Hosp Esperança Olinda
Hosp Esperança Recife
Hosp iFor
Hosp Israelita
Hosp Niteroi D'Or
Hosp Norte D'Or
Hosp Oeste D'Or
Hosp Quinta D'Or
Hosp Ribeirão Pires
Hosp Rios D'Or
Hosp SANTA LUZIA
HOSP SÃO LUIZ
Hosp São Marcos
Hosp Sino Brasileiro
Hosp Villa-Lobos
Mudar hospital

Releases


24/03/2017 - Febre Amarela: Especialista comenta principais sintomas que se assemelham a outras doenças

 

O forte calor associado ao período de chuvas é um fator de alerta para doenças propagadas pelo Aedes aegypti. Isso porque clima facilita a proliferação dos ovos do mosquito vetor da Dengue, Zika, Chikungunya e da Febre Amarela – enfermidade relacionada mais recentemente a esse transmissor. Os sintomas causados por estas doenças são similares e acabam causando dúvida na população, por isso, é indicado uma avaliação médica para definição da melhor conduta a ser tomada.

 

- A maioria das pessoas infectadas pelo vírus da Febre Amarela apresentam sintomas leves como febre e cefaleia com duração média de dois dias, mas em alguns casos o quadro clínico pode ser moderado apresentando dor muscular, nas articulações, náuseas e, em alguns fenômenos agudos, o paciente pode ter hemorragia causando icterícia, um sintoma que deixa a região dos olhos, pele e mucosas com aspecto amarelado. Não existem tratamentos médicos específicos contra o vírus. Geralmente o tratamento visa melhorar os sintomas e, em casos mais graves, pode haver reposição do sangue perdido nas hemorragias, diálise para os rins afetados e controle geral das complicações – detalha a infectologista Sílvia Oliveira, do Hospital Rios D’Or.

 

Combate ao Aedes aegypti – A prevenção, com a eliminação dos focos das larvas, ainda é a melhor forma de evitar a doença, mas a vacinação também é importante para a imunização contra a Febre Amarela, sendo indicada para moradores ou visitantes de áreas consideradas de risco dos 9 meses aos 60 anos de idade alcançando eficácia de até 97% com apenas uma dose, segundo a Organização Mundial de Saúde. A vacina contra febre amarela, disponível em postos de saúde e em algumas clínicas particulares, é contraindicada para gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças até seis meses e pessoas com mais de 60 anos. Pacientes oncológicos e portadores de doenças crônicas só podem ser vacinados com indicação médica, assim como pessoas alérgicas.

 

Conheça os principais sintomas da Febre Amarela, Zika, Dengue e Chikungunya: